Palestrante Especialista em Liderança

contato@soniajordao.com.br

A menina e a caixa

Há algum tempo atrás uma mãe puniu sua filha de 5 anos de idade por estragar um rolo de papel dourado que ia, por fim, decorar uma caixa a ser colocada sob a Árvore de Natal...

 

 

 

 

Há algum tempo atrás uma mãe puniu sua filha de 5 anos de idade por estragar um rolo de papel dourado que ia, por fim, decorar uma caixa a ser colocada sob a Árvore de Natal.

Na manhã seguinte à noite de Natal, a menina trouxe a caixa e entregou-a à mãe dizendo:

- Isto é para você, mamãe.

A mãe ficou embaraçada por sua reação precipitada, mas sua raiva aflorou, novamente, quando viu que a caixa estava vazia, e falou rudemente com a menina:

- Você não sabe que quando se presenteia alguém é esperado que haja alguma coisa dentro do pacote?

A menina olhou-a em lágrimas e disse:

- Oh, não está vazia, mamãe. Eu soprei dentro dela, até ficar cheia de beijos.

A mãe ficou arrasada. Ajoelhou e pedindo perdão por sua ira irracional, abraçou-a com ternura.

Um acidente tirou a vida da menina pouco tempo depois e é sabido que a mãe guardou aquela caixa dourada perto de sua cama por todos os anos de sua vida. Sempre que estava deprimida ou tinha de enfrentar problemas, ela abria a caixa e imaginariamente tirava um beijo e lembrava o amor que a criança colocou lá.

Verdadeiramente, cada um de nós, seres humanos, temos recebido uma caixa dourada repleta do amor de nossos filhos, família, amigos e de Deus. Não há maior tesouro a se possuir.

(Autor desconhecido)


 

 

 

 


Compartilhe: